domingo, 31 de agosto de 2014

A minha surpresa feliz com A probabilidade estatística do amor à primeira vista

Neste mês eu consegui ler três livros e amei cada um deles por um motivo específico.  Os dois primeiros foram da série Becky Bloom – As listas de casamento de Becky Blom e A irmã de Becky Bloom. Não vou contar muito sobre eles porque quero fazer um post especial sobre essa série que eu adoro. Por isso, decidi comentar sobre o terceiro livro que li em agosto e adianto que foi uma surpresa deliciosa.


Li sobre A probabilidade estatística do amor à primeira vista, de Jennifer E. Smith, em algum blog e achei a história legal, e só. Algumas semanas depois uma amiga mostrou-me uma revista da Avon e lá estava o livro por um preço bem bacana. Eu não sei se vocês já fizeram compras por meio dessas revistas e sabem quão tentadoras elas podem ser. Afinal, você só tem que escrever seu nome sobre o produto e esperar algumas semanas para sua revendedora lhe entregar a mercadoria. Nada de pagar boletos ou fornecer os dados de cartão de crédito. O fato é que decidi, literalmente, pagar para ver e comprei o livro.


O livro traz a história de dois jovens, a americana Hadley Sullivan e o britânico Oliver, que se conhecem no aeroporto de Nova York  e viajam lado a lado no mesmo avião para Londres, graças a um atraso de quatro minutos que impediu que Hadley embarcasse no voo anterior. Aparentemente, Hadley e Oliver viajam a Londres pelo mesmo motivo – um casamento. Ela será madrinha de seu pai, “O professor”, e Charlotte, uma mulher que ele conheceu durante uma temporada de trabalho na Universidade de Oxford. Já Oliver...Bem, nada de spoilers nesse blog, combinado?


Tenho que confessar que li o primeiro terço do livro sempre à espera que algo extraordinário fosse acontecer. A história não poderia ser só aquilo. A boa notícia é que a narrativa melhora 100% assim que o avião de Hadley e Oliver chega a Londres.



Queridos, a última dica que dou é que assim que terminei a leitura me deu uma vontade de sair correndo e abraçar o meu pai. Sério, esse não é mais um livro de romance adolescente; ele nos faz refletir sobre o valor da família e também nos leva à conclusão de que não importa o quanto amamos uma pessoa, sempre podemos magoá-la e sermos perdoados por isso.

Onde comprar: Submarino (R$ 22,90) – Saraiva (R$ 24,00) - Americanas - (R$ 21,51)



Nenhum comentário:

Postar um comentário