segunda-feira, 23 de março de 2015

Minha primeira tatuagem

Sabe aqueles sonhos que você possuiu desde sempre, mas que por algum motivo, o qual nem você consegue apontar, estão esquecidos e abandonados em algum lugar? Pois então, a minha primeira tatuagem ERA um. Sempre quis, sempre achei lindo, mas nunca fui atrás. No entanto, consegui riscar esse item da minha lista de desejos há duas semanas e adorei de paixão o resultado.

Vocês ainda não sabem, mas eu divido meu coração entre livros, viagens, séries, filmes e CACHORROS. Sim, porque não há nesse mundo de Meu Deus criaturinhas mais lindas, amigas, companheiras, fofas, gostosas, carinhosas e especiais que meus três anjinhos de quatro patas: Tôvis, Sofia e Rick. Por isso achei que se tratava de uma questão de justiça minha primeira tatuagem ser uma homenagem aos meus pequenininhos.

Após uma extensa pesquisa no Google consegui eleger três possíveis tatuagens finalistas:





O local da tatuagem também possuía três opções: nuca, pulso ou pé.

Confesso que não foi difícil escolher, pois assim que vi em uma só figura o símbolo do infinito, um coração e patinhas, soube que iria eternizar meu amor pelos meus peludinhos daquela forma. Então, vamos ao resultado?


A pergunta que mais respondi depois que fiz a tatuagem foi: Doeu? Posso garantir a vocês que não, foi muito tranqüilo e rápido. Óbvio que provocou certo desconforto, afinal o processo envolve uma agulha, mas nada de extraordinário. Comparo a sensação àquela dor quando fazemos a sobrancelha: totalmente suportável, mas incômoda.

O processo de cicatrização também foi muito tranqüilo. Durante a primeira semana utilizei a pomada Neopantol três a quatro vezes ao dia e cobri a tatuagem com papel filme, já que eu trabalho no teclado do computador o dia todo e é impossível evitar o atrito nessa área. Com esses cuidados, após sete dias, a tatoo já estava “sequinha” e cicatrizada.




Nenhum comentário:

Postar um comentário