terça-feira, 21 de abril de 2015

Resenha: No mundo da Luna

Primeiramente, pausa para um longo suspiro apaixonado. (...) Calma, preciso de mais alguns segundos para acalmar meu coração (...)

OK, acho que agora vou conseguir contar a vocês as minhas impressões acerca de No mundo da Luna, o recém-lançado livro de Carina Rissi. Acho importante revelar, antes de dar início à resenha, sobre a campanha que tenho a intenção de lançar. É mais ou menos assim: Carina Rissi deveria parar de fazer coisas triviais, como dormir, e usar o seu tempo integral para escrever, seria um bem enorme para a humanidade, concorda? Exagero de minha parte? Acompanhem os próximos parágrafos, leiam o livro e depois a gente conversa.

Eu já estava bastante ansiosa para conhecer No Mundo da Luna, afinal, trata-se de um fruto da mente criadora de um dos meus casais prediletos - Sofia e Ian, e a probabilidade se ser algo muito bom é de cerca de 100%. No entanto, ao ler a sinopse fiquei um bocado mais empolgada ao descobrir que Luna é uma jornalista recém-formada, que sofre nas mãos do chefe em seu primeiro emprego como recepcionista na revista Fatos&Furos. Não entenderam a minha empolgação? Então, é porque também sou formada em jornalismo e sofri consideravelmente em meu primeiro emprego.


Além da frustração de não conseguir desempenhar a função de jornalista, Luna sofre com o término traumatizante de seu namoro de dois anos. É não é para menos, pois a garota flagrou o namorado, Igor, na cama com a vizinha. Uma situação nada agradável, não é mesmo? Para enfrentar esses problemas, Luna conta com a ajuda de um time de peso: sua melhor amiga e companheira de apartamento, Sabrina; sua avó cigana, Cecília; e seu irmão mais velho, Raul.

A situação parece melhorar quando Luna é promovida de recepcionista a responsável pela coluna de horóscopo da revista, afinal, essa era a oportunidade que ela estava esperando desde que se formou: uma coluna em uma revista de destaque! O problema é que Luna não entende nada sobre o tema tampouco acredita em astrologia e por isso não achou que causaria algum problema se optasse por criar suas previsões baseadas em um antigo baralho cigano, adquirido em uma loja esotérica.

"Não se pode ir reto quando a estrada é curva."
- Provérbio CIGANO

Tudo acontece muito rápido na vida da nossa protagonista. Ao mesmo tempo em que, surpreendentemente, o horóscopo da Cigana Clara (pseudônimo criado por Luna) torna-se um sucesso, pois, segundo as leitoras, as previsões funcionam de verdade, Luna 1) conhece Viny, um deus ébano que exala sensualidade, 2) é informada de que Igor vai se casar (pasmem!) e 3) depois de um porre daqueles, descobre que seu chefe, Dante Montini, o qual nem conseguia acertar o nome verdadeiro de Luna, e se veste de um modo muito peculiar, é um homem maravilhoso, em vários aspectos.
                           
O livro é (mais um suspiro aqui) apaixonante. O casal, Luna e Dante, possuem uma química incrível, de causar inveja a muitos amantes. No entanto, não espere por um conto de fadas, como em Perdida e Encontrada. Em No Mundo da Luna, Dante não é um perfeito cavalheiro, longe disso, em algumas passagens ele me chocou profundamente com sua falta de educação e bom senso. Luna, por outro lado, é uma mocinha muito confusa, teimosa e não pensa muito antes de falar e agir. Não é spoiler dizer que o temperamento difícil dos dois será a causa de muita confusão, cenas hilárias e quentes, muito quentes.

Além do romance, Carina Rissi explora a cultura cigana, a magia e as relações humanas. A autora mostra a relevância de uma amizade verdadeira e nos faz rir bastante com as brigas protagonizadas por Luna e seu irmão mais velho, Raul, que são, simplesmente imperdíveis.

Espero muito que vocês leiam e sintam toda a emoção e paixão que preenchem essa obra magnífica! Todo mundo merece um livro assim. É muito amor!!!

Onde achar:
Submarino (R$32,55)
Americanas (R$32,55)
Saraiva (R$33,60)

Nenhum comentário:

Postar um comentário