segunda-feira, 18 de abril de 2016

Resenha: A lista de Brett



A lista de Brett, de Lori Nelson Spielman, é um livro leve. Para ler quando você estiver precisando de uma história linear, sem muito drama, mistério ou reviravoltas. É uma leitura fácil, mas com uma mensagem forte para aqueles que se esqueceram dos sonhos e do que realmente importa.


Brett Bohlinger, aos 34 anos, é uma mulher bem sucedida. Tem um ótimo emprego e um namorado lindo com quem divide um glamoroso loft. Mas a aparente vida cor-de-rosa se desfaz quando sua adorada mãe morre vítima de câncer e deixa a Brett um último pedido: que a filha complete a lista de metas que fez aos 14 anos de idade. Além de ser o derradeiro desejo de sua mãe, riscar os nove itens restantes da lista de sonhos também é uma condição para que Brett receba a sua milionária herança.


Imagem: Site Saraiva


A história é previsível, mas deliciosa. O caminho que Brett percorre para realizar os sonhos de uma adolescente é enriquecedor, repleto de novas amizades, novos sentimentos e novas necessidades. Enquanto sua vida cômoda, confortável e superficial é desfeita, Brett enfrenta seus antigos medos e redescobre suas paixões. 


Impossível ler A lista de Brett e não se lembrar dos seus sonhos adolescentes, geralmente simples e audaciosos. Eu, por exemplo, me lembrei de como sonhava me tornar uma jornalista famosa e percorrer o mundo em busca de reportagens incríveis, e viver livremente, sem amarras. 


O livro não me deu a coragem nem a vontade necessária para retomar esse sonho, seria pedir muito!  Mas me permitiu acompanhar uma mulher adulta mudar sua vida radicalmente e encontrar, mesmo depois de algumas perdas, a felicidade. 


Tenho apenas duas críticas ao livro. A primeira é a previsibilidade, acho que a autora podia ter arriscado um pouco mais e surpreendido os leitores. A segunda é o fato de o relacionamento de Brett e Rudy (seu adorável vira-lata) não ter sido muito explorado. Entendam, eu sou apaixonada por animais, e esperava encontrar mais conteúdo sobre a relação dos dois. 


Não posso terminar essa resenha sem mencionar a relação de Brett e sua mãe. Apesar de não compreender, a princípio, por que sua mãe estabeleceu o cumprimento dos sonhos com uma condição para o acesso à herança, nossa protagonista não duvidou em nenhum momento de que as intenções de Elizabeth eram genuínas. Mesmo quando Brett se viu sem emprego, casa e namorado, ela continuou confiando no amor e na vontade de sua mãe. 

Indico a leitura a todos que, como eu, adoram uma historinha água com açúcar, mas com uma pitada generosa de autoconhecimento e esperança.

Onde achar:
Saraiva (R$23,60)
Submarino (R$27,81)
Americanas (R$31,49)
*Preços pesquisados na data da postagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário